Superhearing

Ouvir melhor do que o normal. Isso é possível? Um estudo recente publicado no American Journal of Audiology, pode indicar que sim.

Valendo-se de uma tecnologia recém desenvolvida pela empresa Phonak, gigante do setor de aparelhos auditivos, pacientes com deficiência auditiva tiveram um desempenho 62% melhor do que os ouvintes normais na capacidade de entender a fala à distância num ambiente ruidoso. Num período em que aguardamos a chegada do Google Glass e vimos chegar os relógios inteligentes que me fazem lembrar os filmes de ficção científica dos meus tempos de criança, a evidência de que a tecnologia pode fazer surdos escutarem melhor (ao menos em situações específicas) do que ouvintes “desarmados” é empolgante.

A tecnologia ROGER

A tecnologia Roger foi desenvolvida pela Phonak para substituição dos sistemas baseados em FM, utilizados há vários anos. Ambas são tecnologias de transmissão de som, sem fio, de um microfone até os receptores adaptados aos aparelhos auditivos. Entretanto a tecnologia Roger foi desenvolvida exclusivamente para esse fim o que garante um resultado final melhor, com maior ganho auditivo nos ambientes ruidosos. Além disso, é compatível com os aparelhos auditivos comuns, com o BAHA e com o implante coclear.

Ouvir no Barulho, O Problema.

O maior desafio para os pacientes com perdas auditivas, que usam aparelhos auditivos ou implantes cocleares é a compreensão da fala em ambientes barulhentos. Imagine um restaurante cheio ou uma sala de aula com crianças pouco quietas. Nesse cenário, os microfones dos aparelhos auditivos normais captam todo o som que chega até eles e os amplificam, tornando a experiência de uso dos aparelhos no ruído desagradável. Mesmo com filtros e programas para tentar amenizar esse ruído, muitos pacientes deixam de usar seus aparelhos por isso.

O Estudo

Participaram da pesquisa liderada pela Dra Thibodeau 11 pacientes com perda auditiva de moderada a severa e 15 pacientes com audição normal. Um microfone semelhante a uma caneta presa a lapela foi usado para transmitir o som da fala aos usuários de aparelhos com receptores sem fio, num ambiente de ruído alto e controlado.

O objetivo era comparar as tecnologias FM e a recém lançada Roger no grupo de pacientes surdos, tendo os pacientes normais como grupo controle. Entretanto, além de apontar a superioridade da nova tecnologia sobre a FM, o estudo mostrou que usuários de aparelhos com receptor Roger tiveram um desempenho 62% superior aos do grupo controle no cenário da pesquisa.

O Futuro

A melhora da tecnologia sem fio para os aparelhos de audição é uma ferramenta importante para otimizar o desenvolvimento escolar de crianças com deficiência auditiva. Quem sabe no futuro também veremos pessoas de audição normal usando algo semelhante para melhorarem seu desempenho auditivo em reuniões, palestras ou restaurantes?

Referência

Comparison of Speech Recognition With Adaptive Digital and FM Remote Microphone Hearing Assistance Technology by Listeners Who Use Hearing Aids. Linda Thibodeau, PhD. American Journal of Audiology (AJA), Vol23, 201-210, June 2014