Captura de tela inteira 04102015 073321 Uma mistura de lentes de contato, raios laser e aparelho auditivo: Essa é a fórmula básica do EarLens®, dispositivo aprovado para comercialização nos Estados Unidos, no último dia 29 de setembro. Recebi a noticia em Dallas, no penúltimo dia do Encontro Anual da Academia Americana de Otorrinolaringologia. Depois de mais de uma década de estudos, a liberação do primeiro aparelho auditivo de contato foi concedida pelo  FDA, agência que regula medicamentos e equipamentos médicos nos EUA e é usada como referência pela comunidade médica internacional. Ainda é cedo para estimar o impacto dessa nova tecnologia na prática da reabilitação auditiva e como ela vai se posicionar dentre as opções hoje disponíveis para tratamento da surdez, como aparelhos auditivos convencionais e os diferentes tipos de implantes auditivos. Por ora, fica a promessa de um dispositivo com capacidade de amplificar uma ampla faixa de frequência (de 100 à 10.000 Hz) em casos de surdez leve à severa e sem o desconforto eventual causado pelo feedback de altos níveis de pressão sonora no canal auditivo. Isso é possível pois ao contrário dos aparelhos auditivos atuais, que atuam como amplificadores do som, a tecnologia utilizada pelo EarLens® se baseia na transmissão do sinal por via luminosa, sendo a estimulação auditiva obtida através da vibração mecânica do tímpano. Não existe previsão de lançamento no Brasil e o preço de venda do produto nos EUA ainda não foi divulgado.

Para melhor compreensão e mais informações, assista o vídeo com legendas em português e leia o artigo científico de referência no fim da página.


Artigo de Referência:

Preliminary evaluation of a light based Contact Hearing Device for the hearing impaired