Cirurgia Nasal e Rinoplastia

Septo_rinoplastiaA cirurgia do nariz é uma das cirurgia mais freqüentes dentro da otorrinolaringologia. Chama-se septoplastia a correção do desvio do septo nasal por motivos funcionais, como o nariz entupido com frequência, sinusites de repetição, dores de cabeça frequentes. Já rinoplastia é o temo usado para a correção estética do nariz. Quando a cirurgia é realizada com os dois objetivos, funcionais e estéticos, recebe o nome de rinosseptoplastia.

Com a chegada dos equipamentos endoscópicos, a septoplastia e os demais procedimentos cirúrgicos realizados dentro do nariz sofreram uma grande evolução. Usando fibras óticas especiais, acopladas à câmeras de alta definição, temos hoje a oportunidade de literalmente “entrar dentro do nariz” do paciente para fazermos todas a correções necessárias, com mais precisão e menos trauma. A cirurgia videoendoscópica nos permite também que, ao final da cirurgia, possamos controlar e cauterizar todos os vasos sangrantes, sem a necessidade de usarmos o antes temido tampão nasal.  Para os pacientes a mudança é radical e fez que uma cirurgia que antes botava medo, hoje tenha um pós-operatório praticamente indolor.

ANTES DA CIRURGIA

Alguns pontos devem ser bem avaliados antes de partir para cirurgia do nariz. Depois de feito o diagnóstico baseado no exame clínico em consultório e em exames complementares, cirurgião e o paciente devem conversar sem pressa sobre quais os objetivos da cirurgia. No caso das queixas respiratórias, deve ser deixado claro o que a cirurgia pode ou não melhorar. Quanto as correções estéticas, elas devem ser cuidadosamente discutidas com base nas fotos feitas do paciente. A análise comparativa de fotos pré e pós de outros pacientes pode ajudar no ajuste das expectativas e compreensão dos limites da cirurgia. Abaixo enumero algumas queixas comuns que podem ser melhoradas com a cirurgia do nariz.

Quadro 1: Queixas à serem tratadas na cirurgia do nariz

FUNCIONAIS

ESTÉTICAS
Obstrução nasal  (nariz entupido) Nariz grande
Sinusites de repetição

Nariz torto (laterorrínea)

Dores na cabeça e na face Osso nasal – Nariz adunco – Giba
Diminuição do olfato Ponta nasal caída
Voz anasalada (hiponasal) Ponta nasal globosa

Piora dos sintomas da rinite alérgica

Nariz largo

 

A CIRURGIA

A melhora das técnicas anestésicas, associada a evolução nas técnicas cirúrgicas anteriormente descritas, permite hoje que o dia da cirurgia seja bem mais tranquilo. Nossa equipe tem por rotina a realização das cirurgias quase sempre no primeiro horário da manhã, por volta das 7 ou 8 horas, o que permite a pessoa se interne cerca de 1-2 horas antes do mesmo dia. Para todo procedimento cirúrgico, deve ser observado um jejum completo por 8 horas, devendo a última refeição acontecer até a meia noite da véspera.

Ainda em nossa experiência, a cirurgia de septo tem duração média de uma hora e a rinosseptoplastia, 2 horas, embora essa duração possa vaira muito para mais ou menos, dependendo de cada caso. Após o retorno da sala de cirurgia para seu quarto, o paciente deve permanecer em repouso por algumas horas, na maioria das vezes dormindo um pouco para eliminar completamente os medicamentos anestésicos e sedativos. A primeira refeição líquida acontece cerca de 2-3 horas após o fim da cirurgia. Costumamos liberar o paciente para casa no mesmo dia à tarde, sem a necessidade de dormir no hospital.

APÓS A CIRURGIA

Nós chamamos de período pós operatório os dias que virão após a cirurgia. Nos primeiros 2-3 dias, recomendamos uma dieta líquida fria ou em temperatura ambiente para ajudar a evitar sangramentos indesejados. A partir do terceiro dia a dieta vai sendo liberada para os padrões normais. Costumamos prescrever o suo de antibióticos profiláticos por 3 a 5 dias e o uso de analgésicos em caso de dor. O afastamento do trabalho ou dos estudos costuma ser de 5 a 7 dias, embora em casos especiais possa precisar de mais tempo. Exercícios físicos são contraindicados por 30 dias.

curativo bigodePacientes submetidos a septoplastia sem rinoplastia saem do hospital apenas com um curativo tipo “bigode” (uma gaze dobrada e presa abaixo do nariz) para absorver algum sangue e secreções que possam sair nos primeiros 2 ou 3 dias. Quando a rinoplastia também é realizada, utilizamos esparadrapos finos colados também sobre o nariz, assim como uma placa sintética para proteção. Esses permanecem no local por um prazo médio de 7 dias. (Foto)

CONCLUSÃO

Os pacientes que precisam realizar cirurgias do nariz foram muito beneficiados pela evolução da tecnologia videoendoscópica. O pós-operatório que antes era bastante desconfortável, agora acontece de maneira bem mais tranquila e indolor. Para pacientes que levaram tempo para decidirem e “tomarem coragem” de operar, uma das frases mais comuns de ouvirmos ao final de todo o processo é devia ter feito isso antes.

Luciano Moreira – OtorrinolaringologiaIMG_7293