Sinusectomia

SinusectomiaSinusectomia Endoscópica Funcional (Cirurgia da Sinusite)

Nos pacientes portadores de sinusites de repetição, sinusites crônicas, polipose nasal dentre outras condições, o tratamento clínico pode não ser suficiente. Nestes casos, médico e paciente podem chegar a uma opção cirúrgica, elaborada como o intuito de desobstruir o seios da face, ajudando a drená-los.

A cirurgia da sinusite evoluiu muito nos últimos anos, graças a tecnologia endoscópica. Pouco tempo atrás, a sinusectomia era motivo de medo e alarme, resultado de um procedimento invasivo e altamente desconfortável para o paciente. Nos dias atuais, a cirurgia endoscópica sinusal sofreu grande evolução técnica, trazendo melhor controle da doença aliado a muito menos desconforto e recuperação mais rápida para o paciente.

Desenvolvido nos anos 50, o endoscópio nasal revolucionou a cirurgia sinusal nas últimas décadas, tendo se tornado corriqueiro nos dias atuais. No passado a cirurgia tinha o objetivo de remover a mucosa dos seios da face doentes sem se reocupar com a origem real do problema. O uso do endoscópio e a melhor compreensão da patogênese da sinusite, permite hoje em dia o re-estabelecimento da correta ventilação dos seios, ampliando seus óstios naturais de drenagem, evitando a ressecção excessiva de tecidos, o que facilita a cicatrização.

A cirurgia endoscópica é realizada com o paciente deitado, sob anestesia geral. Ela é inteiramente realizada pelas narinas, não havendo cortes ou cicatrizes externos. Ela pode ser feita em conjunto com outros procedimentos como a septoplastia, rinoplastia, uvulopalatoplastia etc. Normalmente não há necessidade do uso de tampões nasais.