Crinaça escola

Tenho 3 filhos. Uma menina de 11 e dois meninos, de 8 e 5 anos. A herança genética em comum lhes proporcionou várias características semelhantes, dentre elas a tendência a roncarem a noite. Para os dois mais velhos isso já é passado, mas o pequeno ainda incomoda o irmão com seus roncos enquanto dorme. Tendo ele grandes amígdalas e adenoides, é bem provável que em breve acabe seguindo o rumo dos irmãos e sendo operado também.

O ronco em crianças pequenas pode parecer algo engraçadinho, ou “natural” e “de criança cansada”, mas o fato é que crianças que roncam com frequência estão mais sujeitas à vários outros problemas de saúde, desde urinar na cama, passando pelo mau humor, irritabilidade, até o mau desempenho escolar ou o maior risco de problemas auditivos decorrentes de otites repetidas ou mal curadas.

Algumas vezes, crianças com distúrbios do sono e que roncam são erroneamente diagnosticadas como portadoras de transtorno do déficit de atenção, enquanto o que elas  precisam é de uma boa noite de sono.

O ronco frequente em crianças pode ter outras origens, como a alteração anatômica congênita da face, com uma diminuição da mandíbula ou da via aérea superior ou mesmo uma disfunção nos músculos da faringe e dos nervos que controlam esses músculos, gerando um fechamento da via aérea durante o sono. Entretanto, o aumento das amígdalas e da adenoide  é a causa na imensa maioria das crianças com ronco e problemas respiratório do sono.

Dr. Luciano Moreira, Otorrinolaringologista.

 Saiba mais:

Ronco em Crianças – 10 Sinais de Alerta

Doutor, ainda se operam a amígdalas?

Cirurgia das Amígdalas e Adenoides