Rinosseptoplastia, Desvio de septo, Rinoplastia, Cirurgia do Nariz PDF Imprimir E-mail

A cirurgia nasal é uma das cirurgia mais freqüentes dentro da otorrinolaringologia. Ela pode ser realizada por questões estéticas ou funcionais (respiratórias). Chama-se septoplastia a correção do septo por motivos funcionais e rinoplastia a correção estética do nariz.

Quando a cirurgia é realizada com ambos propósitos recebe o nome de Rinosseptoplastia.

Avalie se você é um candidato à Rinoplastia

Antes querer ser submetido à uma rinoplastia, alguns fatores devem ser considerados. Suas expectativas quanto ao resultado da cirurgia devem ser discutidas numa consulta, quando será explicado o que pode ser obtido em cada caso. Caso suas expectativas sejam viáveis e você esteja em bom estado geral de saúde, você pode ser um bom candidato à Rinoplastia. Além disto, você deve estra preparado para arcar com os custos envolvidos que podem variar bastante de acordo com a complexidade de cada caso.

A Cirurgia Nasal Pode Fazer um Nariz Perfeito?

O objetivo da rinoplastia é ajustar a forma nasal, harmonizando a face como um todo, restaurando sua função. Estando o nariz em posição central na face, mesmo uma pequena modificação pode trazer grandes alterações estéticas. Entretanto, a rinoplastia nunca poderá proporcionar um nariz "perfeito" ou imitar um nariz de outra pessoa. Antes da cirurgia é fundamental que o paciente tenha completa compreensão das possibilidades, limites e riscos do procedimento.
Tipo de pele, tipo étnico, idade, dentre outros fatores devem ser levados em conta antes de se propor uma cirurgia. Além disto, o fenômeno conhecido como cicatrização, que ocorre após qualquer cirurgia ou ferimento, acontece no nariz de forma complexa e duradoura fazendo que o nariz continue a mudar sutilmente sua forma com o passar dos meses ou anos.

Existem Limites de Idade Para a Cirurgia Nasal?

Na maioria das vezes, exceto em casos de grande dificuldade respiratória, crianças e adolescentes não devem ser submetidos a rinosseptoplastia antes dos 15 ou 16 anos de idade, quando o nariz atinge seu crescimento total. Entretanto, em raros casos de dificuldade respiratória extrema na criança, podemos efetuar técnicas mais conservadoras para alívio dos sintomas.
Não há limite de idade para cirurgia nasal. Nos pacientes mais velhos porém, são mais comuns a coexistência de patologias crônicas que tornam o ato cirúrgico mais arriscado. Cada paciente deve ser avaliado individualmente levando-se em conta, sempre, a relação custo/benefício em cada caso.

Como é a Cirurgia?

A cirurgia nasal poderá ser realizada sob anestesia geral ou local sob sedação, dependendo da complexidade do caso e da predisposição do paciente.

Para remodelar o nariz, a pele é levantada, o que permite ao cirurgião manusear os ossos e cartilagens mal-posicionados, corrigindo-os. Isto feito, a pele é reposicionada e fixada sob o novo leito com Micropore (esparadrapo especial) que será removido após o sétimo dia de cirurgia. Alguns pontos que serão dados no interior do nariz no final do procedimento, atravessando o septo lado a lado, fixarão as estruturas septais no lugar, evitando hematomas e permitindo não se usar o tampão nasal nem o "splint", tão desconfortáveis para o paciente.

Quando se Deve Pensar em Operar um Nariz Obstruído?

Milhões de pessoas sofrem diariamente com o desconforto da obstrução nasal. Muitas delas são portadoras de uma condição que não se pode resolver com remédios. A obstrução pode ser resultado de alterações estruturais, anatômicas, além de infecções ou inflamações crônicas.

A principal causa anatômica da obstrução nasal é, sem dúvida, o desvio do septo nasal, resultado de traumatismo ou crescimento anormal do nariz e da face. O septo nasal desviado pode obstruir um ou ambos os lados do nariz. Nestes casos, usa-se um procedimento chamado septoplastia. Num grande número de casos, uma correção estética é feita em conjunto com a correção do septo.

A hipertrofia dos cornetos é outra condição bastante comum. Os cornetos são estruturas que se posicionam paralelamente ao septo nasal, dois a cada lado (mais um terceiro, menor). Muitas vezes o aumento dos cornetos pode ser corrigido com tratamentos com base em remédios e medidas ambientais. Num menor número de casos porém, está indicada a realização da turbinectomia, cirurgia para redução dos cornetos.

Qual é o Tratamento para o Nariz Quebrado?

A fratura nasal é uma conseqüência freqüente de quedas, acidentes automobilísticos ou agressões. Nos casos em que, após o trauma, o nariz pode ser movimentado de um lado para outro, o paciente requer atendimento médico imediato. Entretanto, caso o nariz esteja muito inchado, pode ser necessário 2 a 3 dias (aplicando gelo sobre o local) para que se possa avaliar em mais detalhes a lesão. Mais importante do que a presença de fratura, neste casos, é a posição das cartilagens e ossos que compõe o nariz e a face.

Quando existem alterações muito importantes da aparência e da função do nariz o procedimento é normalmente realizado dentro da primeira semana após o trauma. Muitas vezes porém, devido a condições locais, pode haver a recidiva com retorno do nariz à posição errada. Quando isto acontece ou nas situações em que as alterações são menores, uma rinosseptolastia deverá ser realizada cerca de 3 meses após o trauma.

Meu Plano de Saúde Cobre Todos os Custos da Cirurgia Nasal?

Na grande maioria das vezes o plano de saúde dará cobertura total para a correção cirúrgica funcional do nariz (septoplastia, turbinectomia etc), mas não para cirurgia estética (rinoplastia). Nestes casos, existem honorários médicos e custos hospitalares com os quais o paciente deverá arcar.