mentiras implante coclear
Todo conhecimento científico e médico é limitado. Já a ignorância e a criatividade das pessoas que são contra o implante coclear não conhecem limites! É por isso que, todos os dias, nos deparamos com surdos assustadíssimos com este assunto ou então com pais e mães cheios de medo ao ouvir do médico que seu bebê é candidato a um IC.  Além disso, recebemos muitas mensagens sobre o ‘transplante nuclear’ e de pessoas que afirmam os maiores impropérios sobre esta cirurgia que, sabemos muito bem, é capaz de transformar vidas e devolver o som àqueles que estão fadados ao silêncio. Assim, na qualidade de paciente implantada e médico cirurgião que faz implantes, escrevemos esse artigo num esforço conjunto de esclarecer mentiras sobre o implante coclear. Fizemos uma compilação das maiores invencionices já ditas e repetidas a respeito do IC para dividir com vocês, aproveitando para falar a verdade sobre cada uma delas.

Mentira 1: Implante Coclear é uma cirurgia feita no cérebro.

Ontem mesmo uma paciente da Sonora, portadora de surdez profunda, chegou falando que tinham dito para ela que o IC era uma cirurgia feita no cérebro e que os eletrodos eram inseridos lá mesmo após o cirurgião abrir a caixa craniana do paciente! O implante coclear é uma cirurgia feita na cóclea, que fica dentro do ouvido, e não no cérebro.

Mentira 2: Implante Coclear é uma cirurgia muito perigosa e as pessoas morrem ao fazê-la.

O IC é uma cirurgia como qualquer outra e certamente envolve riscos. Também como cirurgia, ela é indicada após avaliação detalhada da relação entre esses riscos e os potenciais benefícios. Os cirurgiões e anestesistas hoje em dia se cercam de inúmeros cuidados, o que faz da cirurgia do IC um procedimento muito seguro. Quando algum paciente me pergunta se corre o risco de morrer na cirurgia, eu respondo: “Procure confiar na equipe médica e concentre-se em tomar cuidado no trajeto entre a sua residência e o hospital. Os riscos fora da sala de cirurgia são bem maiores.”

Mentira 3: O cérebro da pessoa que tem Implante Coclear explode se ela levar um choque.

Essa tem até imagens circulando pela internet com cérebros ‘explodindo’ – de onde será que esse povo tira tanto tempo para inventar mentiras e sair dissipando-as para os desavisados? Vamos lá, preciso responder como médico. Eu poderia começar dizendo que médicos que fizessem a cabeça dos seus pacientes explodir teriam seus diplomas cassados no dia seguinte, mas vamos à questão técnica. O implante coclear emite impulsos elétricos sim, assim como fazem todos os neurônios e nervos no nosso corpo. Graças a essa capacidade de simular impulsos elétricos naturais do nosso sistema nervoso, o IC consegue gerar percepção auditiva e fazer os pacientes ouvirem!

Mentira 4: Quem tem Implante Coclear nunca mais vai poder mergulhar

Pacientes que têm alguns tipos de otites, podem ser desaconselhados a molhar os ouvidos. Entretanto, no caso do IC, a estrutura do ouvido e do tímpano está intacta e as pessoas podem nadar e mergulhar normalmente.

Mentira 5: Quem faz Implante Coclear deixa de ser surdo

Ainda não existe cura para a surdez. A pessoa que faz um implante coclear vai escutar através dele apenas enquanto estiver usando o processador de fala externo.

Mentira 6: Implante e transplante coclear são a mesma coisa

O termo “transplante” é usado para transferir um órgão ou uma estrutura (coração, rim, por exemplo) entre duas pessoas, havendo nesse caso um doador e um receptor. Quando usamos uma prótese (no caso do IC uma prótese eletrônica), para reabilitar uma função perdida ou deficitária do nosso corpo, o termo correto é implante.

Mentira 7: Deve-se esperar a criança surda fazer 18 anos para decidir se quer fazer um Implante Coclear

Esta é a mentira mais perigosa de todas e deveria ser considerada um crime. A precocidade é fator fundamental de sucesso num implante coclear – é por isso que o resultado na qualidade da linguagem tende a ser melhor, quanto mais cedo a criança foi implantada. Passar 18 anos sem ouvir após o nascimento é perder qualquer chance de um bom desenvolvimento da fala para toda a vida. Para dados recentes sobre isso, clique aqui.

Mentira 8: Quem faz Implante Coclear não consegue aprender língua de sinais

O IC não impede nem causa dificuldades à ninguém de aprender a língua de sinais. É mais correto dizer que a grande maioria dos que fazem IC não precisa aprender a língua de sinais pois pode se comunicar oralmente.

Mentira 9: Implante Coclear é coisa de rico

A cirurgia de implante coclear é coberta pelo SUS e realizada pelos centros de implante coclear espalhados pelo país. Os planos de saúde também cobrem a cirurgia desde 2005. O acompanhamento pós-cirurgia (ativação, mapeamentos, fonoterapia) de quem faz pelo SUS é gratuito. Quando as pessoas fazem pelo convênio, devem avaliar estes custos antes para saber se terão condições de mantê-los, pois o sucesso do IC depende muito do acompanhamento fonoaudiológico – não é tarefa muito fácil encontrar fonoaudiólogos especializados que atendam pelos planos de saúde, já que os valores repassados a eles são ínfimos.

Mentira 10: O implante coclear faz as pessoas ouvirem vozes metálicas e robóticas.

Paula – Posso falar por experiência própria que isso é uma mentira cabeluda. Eu, Paula, escuto com o IC do mesmo jeito que eu escutava quando tinha minha audição natural. O som foi metálico e robótico apenas nos primeiros dias. O mais importante é saber que cada caso é um caso e que o resultado de uma pessoa nunca é igual ao de outra. Cada um tem seu tempo e cada um investe mais ou menos empenho na própria reabilitação.

Luciano – Muitos pacientes descrevem a percepção de vozes metálicas ou robóticas após a ativação. Essa é uma meia-mentira. Entretanto, passados alguns meses, o cérebro com sua espetacular capacidade de adaptação parece se acostumar com o padrão de estimulação dos implantes, que passa a  ser para eles “o normal”. Não costumamos encontrar pacientes com essa queixa depois de 6 ou 12 meses da cirurgia.

Mentira 11: O implante coclear faz a pessoa atrair raios

O implante coclear é uma prótese implantável, feita de titânio ou cerâmica e não atrai raios ou qualquer outra forma de energia, da mesma maneira que os marcapassos e as próteses ortopédicas também não

Mentira 12: O implante coclear é coisa de médicos que querem ‘normalizar’ seus pacientes.

O implante coclear é uma maravilha da ciência (veja) aplicada à medicina e permite que milhares de surdos profundos do mundo inteiro tenham a chance de voltar ao mundo dos sons. Achamos que este termo ‘normalizar’ é ultrapassado e não faz sentido na atualidade em que vivemos. Porém, se ‘normalizar’ significa permitir que um surdo ouça, seja independente, se comunique oralmente como 99% da população mundial e não sofra as limitações impostas pela deficiência auditiva, então, tudo bem.

Mentira 13: Implante coclear é uma cirurgia experimental e que poucas pessoas fizeram

Os implante cocleares são desenvolvidos há mais de 40 anos, com grande avanço nos últimos 15-20 anos.  Anualmente são realizados mais de 500 implantes no Brasil e cerca de 5000 nos Estados Unidos. Há mais de meio milhão de pessoas vivendo com um implante coclear em todo o mundo.

Paula Pfeifer – Crônicas da Surdez

 Luciano Moreira – Portal Otorrino