Atualmente nascem cerca de 134 milhões de bebês no mundo a cada ano.  Desses, entre 1 e 3 em cada mil nasce com uma surdez que só pode ser devidamente tratada com um implante coclear. Isso significa entre 134 e 400 mil crianças com surdez profunda no mundo, a cada ano. No entanto, os dados divulgados pelos fabricantes de implantes cocleares indicam que são vendidos anualmente entre 45 e 50 mil ICs de todas as marcas, destinados a adultos e crianças. Esses números dão uma ideia do imenso contingente de pessoas que deixam de se reabilitar, ano após ano. São crianças que precisam aprender a falar, ler, escrever. Adultos que precisam trabalhar e se relacionar. Idosos que se afastam progressivamente das pessoas e se deprimem… Infelizmente esse é um fenômeno comum em várias áreas da medicina: Surge um tratamento inovador e que pode beneficiar inúmeras pessoas, mas o acesso a ele é limitado devido ao seu custo, à dificuldade de implementação, à necessidade de políticas públicas dedicadas e também, ao desconhecimento.

Apesar dessas dificuldades, o número de usuários de um implante coclear cresce num ritmo rápido no Brasil e no mundo. Alguns países, como o Brasil, disponibilizam o IC na rede pública. Em outros lugares (Brasil também incluído), o IC é coberto pelas seguradoras privadas. Mundialmente, há uma tendencia de aumento da adoção de políticas públicas envolvendo os IC e a cobertura crescente pelas seguradoras. Em fevereiro desse ano, a Technavio divulgou um relatório analisando o mercado global de IC. Segundo ele, pelo menos 3 fatores são responsáveis pelo crescimento anual esperado de 14% nas vendas de implantes entre 2016 e 2020:

  1. O aumento de casos de surdez decorrente do envelhecimento da população global.
  2. O aumento de casos de surdez adquirida.
  3. Inovações tecnológicas que tornam o IC mais atraente e suas indicações, mais amplas.

Se essa taxa de crescimento se confirmar, em 5 anos chegaremos a 96 mil implantes por ano. Isso é quase o dobro dos 50 mil anuais atualmente e mais próximo (embora ainda distante) dos 134-400 mil/ano necessários para levar o tratamento a todos os que precisam.

No último sábado, dia 3, Paula e eu colocamos no ar o CI WORLD MAP. É uma rede social para que qualquer usuário de implante coclear no mundo deixe sua marca, na forma de um “pin’ no seu país, sua cidade ou seu bairro. Esperamos que ele colabore como uma ferramenta de união, de informação e divulgação dessa maravilhosa tecnologia. Vamos trabalhar todos juntos – usuários, familiares, médicos, fonoaudiólogos, fabricantes – para no futuro levar o implante coclear para todas as pessoas que precisam dele.