ouvir e escutarDiferenças dos verbos usados como sinônimos.

É provável que você já tenha lido aqui ou em alguma outra parte que “quem ouve, em última análise, é o cérebro e não os ouvidos”. Entretanto nessa afirmação estamos cometendo um erro comum – a confusão dos significados de ouvir e escutar.

Ouvir é a capacidade de um dos nossos cinco sentidos fundamentais – a audição – e dependente da saúde das nossas orelhas. Quando em bom estado, nossas orelhas nos permitem captar bem os estímulos sonoros, transformar essas ondas sonoras em estímulos neuronais dentro da cóclea e encaminhá-los ao córtex cerebral.

Escutar é algo que vai além. Quando os sinais “ouvidos” chegam ao nosso cérebro eles ainda precisam ser integrados ao nosso sistema cerebral, confrontados com nossas experiências sonoras prévias e servirem então de base para uma ação.

A surdez é uma deficiência da audição e afeta apenas nossa capacidade de ouvir. Aparelhos auditivos e implantes cocleares podem ajudar muito a compensar a surdez mas para escutar bem não se precisa só ouvir mas também estar presente, olhar, prestar atenção, pensar e sentir.

Ouvir é receber os sons, escutar é utilizá-los.