Respire!

 “Nariz bom é o que a gente não lembra que tem”.

Respirar é um ato contínuo, involuntário e deve ser sobretudo confortável

Embora possamos cadenciar ou prender a respiração quando queremos, na maior parte do tempo ela segue no “automático”. O nariz é porta de entrada de nossa via respiratória, responsável por filtrar, aquecer e umedecer o ar que respiramos. E é assim preparado que o ar deve chegar ao pulmões.

Entretanto muitas e muitas pessoas apresentam desconforto para respirar pelo nariz. O problema é que a boca não foi feita para respirar e além de não ser capaz de executar nenhuma das funções nasais acima descritas, ela passa também a sofrer com fluxo de ar em excesso. Surge assim ressecamento bucal, doença gengival, dentes fracos, alteração da arcada dentária e dos ossos da face, dores crônicas da face e de cabeça, dentro outros sintomas.

É importante estar atento ao seguintes sinais de alerta:

  1. Desconforto para respirar pelo nariz. Nariz om é aquele que a gente não lembra que tem!
  2. Dificuldade para dormir pela respiração
  3. Um dos lados do nariz sempre com algum bloqueio
  4. Roncos frequentes a noite
  5. Dificuldade de praticar exercícios físicos aeróbicos
  6. Postura “de boca aberta” frequente.

 

Diante de um ou mais desses sinais, procure um médico otorrinolaringologista. Você pode ser portador de rinite (alérgica ou de outros tipos), desvio do septo nasal, pólipos nasais, sinusites, hipertrofia de cornetos ou simplesmente ser refém de um hábito respiratório errado. Nesse último caso, você vai precisar reaprender a respirar. E isso deve ser feito o quanto antes. Na idade mais avançada a respiração e o papel protetor do nariz adquirem um importância ainda maior.

Para os que se enquadram nos sintomas acima descritos, seguem algumas dicas para tentar respirar melhor pelo nariz:

manobra-de-cottle1

  1. Primeiro um teste rápido. Coloque a ponta dos dedos de cada mão de cada lado do nariz, na altura das narinas. Como na figura ao lado. Em seguida pressione e afaste para fora cada lado simultaneamente ou um de cada vez. Chamamos isso de manobra de Cottle. Se ela melhora muito sua respiração, é provável que você tenha um problema bem na entrada do nariz, na válvula nasal, e possa se beneficiar de dilatadores nasais ou de alguma cirurgia que atue nesse ponto.
  2. Tente usar regularmente soluções fisiológicas no nariz. Existem várias marcas disponíveis e não podem ser consideradas remédios. Trata-se de uma limpeza.
  3. Tente não se alimentar tarde. Procure comer pelo menos 3 horas antes de ir pra cama. Isso pode prevenir que o conteúdo ácido do estômago irrite a via aérea e dificulte a respiração durante o sono.
  4. Evite bebidas alcóolicas logo antes de dormir.
  5. Evite as alergias caso você tenha tendência. Roupas de cama limpas e trocadas com frequência, capas impermeáveis nos colchões e animais de estimação fora da cama e do quarto podem ajudar
  6. Pratique exercícios aeróbicos. O exercício físico estimula o sistema nervoso simpático a evitar a dilatação dos vasos sanguíneos nasais, funcionando como um descongestionante natural.
  7. Procure relaxar e se alongar em alguns momentos do dia. O estresse aumenta o tônus muscular e causa uma respiração mais “curta”, o que acaba por prejudicar indiretamente a respiração nasal.