Dor de Ouvido

Dor de ouvido

Sobre as Otites e a Dor de Ouvido

Nem todas as dores na orelha são causadas por otites. O tratamento varia de acordo com a causa e  o diagnóstico deve ser feito por um otorrinolaringologista o quanto antes.

As dores de ouvido podem ser causadas por problemas do próprio ouvido (as otites) ou de órgãos próximos como a garganta, os dentes e principalmente a articulação temporo-mandibular (ATM). As otites podem ser externas ou médias, conforme sua localização anatômica (Fig 1.)

As otites externas se caracterizam pela inflamação da pele do conduto auditivo (orelha externa), normalmente causadas por umidade excessiva e traumatismos por cotonete ou outros.

É doença extremamente dolorosa e normalmente tratadas com medicações tópicas como gotas ou pomadas. Na prevenção e no tratamento, deve-se evitar a umidade e o uso de cotonetes ou qualquer outro instrumento dentro do ouvido.

Pacientes que têm otites externas de repetição e que freqüentam praia ou piscina devem aplicar 2-3 gotas de uma substância oleosa (óleos minerais ou vegetais, como Nujol, óleo Johnson, azeite etc) antes de se banhar e 2-3 gotas de álcool em cada ouvido, após o banho.

Tais substâncias tem as respectivas propriedades de impermeabilizar e secar a pele do ouvido, evitando a multiplicação dos germes causadores da inflamação.

Já a otite média representa a inflamação da cavidade conhecida como ouvido ou orelha média, localizada “atrás” do tímpano (Fig. 2), estrutura que separa a orelha média da externa.

O mecanismo de aparecimento desta otite normalmente envolve a tuba auditiva (ou trompa de Eustáquio), estrutura que liga a orelha média à parte mais profunda no nariz, a nasofaringe. Secreções nasais infectadas podem passar pela tuba auditiva e chegar ao ouvido médio, gerando esta inflamação.

O tratamento da otite média e realizado com medicações por via oral. Medicamentos em gotas não costumam trazer alívio pois o tímpano impede sua absorção.

Uma grande parte dos pacientes com otite média pode ser tratada apenas analgésicos ou antiinflamatórios. Entretanto, em criança pequenas (abaixo dos 2 anos) e pacientes com febre, deve-se fazer o uso de antibióticos para alívio sintomático e prevenção das complicações, que raramente podem ser graves.

A prevenção das otites médias envolve o controle de doenças alérgicas e inflamatórias que acometem as fossas nasais, manter crianças abaixo de 2 anos fora de creches, evitar o tabagismo passivo e tratamento da doença do refluxo.