Escuto mas não entendo: a última fronteira da audição

escuto mas não entendo

BARULHO é todo som que você não deseja ouvir. E nosso mundo é muito barulhento… Ironicamente, ninguém sofre mais com o barulho do que as pessoas com deficiência auditiva.

Conversar com apenas uma pessoa, e num ambiente silencioso, é uma coisa. Estar no meio de muitas vozes, ruídos de pratos, talheres, buzinas, ruídos de ar condicionado ou motores é OUTRA coisa completamente diferente.

Até mesmo para quem tem audição “normal”, o ruído pode ser um problema sério.

Não é raro recebermos no consultório pessoas com dificuldade de compreensão da fala no ruído, e seus exames auditivos serem “normais”! Esses casos são o que chamamos de perda auditiva escondida. Hoje sabemos que isso se trata de um dano nas conexões da cóclea com o nervo auditivo.

É por tudo isso que cada vez mais damos atenção aos testes auditivos feitos com ruídos competitivos, pois precisamos simular na sala de exames o perrengue que a pessoa experimenta na vida real.


E mesmo assim, melhorar a compreensão da fala em ambientes ruidosos ainda é hoje a última fronteira da reabilitação auditiva.

 

Tivemos muitos avanços nas tecnologias dos aparelhos auditivos e implantes cocleares, com microfones direcionais e filtros de ruído e dispositivos de conectividade.

Além disso as terapias fonoaudiológicas de treinamento auditivo também são uma grande arma para melhora do desempenho auditivo nessas condições.

Mas ainda há muito por fazer.

Eu escuto mas não entendo: o que explica isso?

A audição também é um fenômeno neurológico, e extremamente complexo. Não basta conseguirmos filtrar os ruídos, é preciso fornecer ao cérebro os estímulos certos, no tempo certo – e de preferência das duas orelhas sincronizadas – para que ele coloque seus neurônios para trabalhar e captar as mensagens sonoras com precisão.

Não à toa a área de inteligência artificial do Google também está se dedicando a essa pesquisa e lançou ontem um chamado de colaboradores para participar do projeto (a imagem está no post no Instagram).

E você, se vira bem para escutar em ambientes ruidosos? #surdosqueouvem

 

LEIA MAIS

GRUPO SURDOS QUE OUVEM

Se você tem deficiência auditiva, torne-se membro do grupo fechado Surdos Que Ouvem no Facebook e converse com outras pessoas que têm algum grau de surdez.

SIGA DR. LUCIANO MOREIRA NAS REDES SOCIAIS

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

Dr. Luciano Moreira otorrino

Dr. Luciano Moreira – CRM-RJ 65192-3

Médico Otorrinolaringologista especializado em cirurgias da audição

Outros Posts

Categorias

Open chat
1
Precisa de ajuda?
Marque sua consulta